Conceitos da Indústria 4.0

A evolução da indústria passa por períodos chamados de Revolução, cada qual com a inserção de inovações quebrando paradigmas até então instaurados.

O termo Indústria 4.0, também chamada de Quarta Revolução Industrial, ou de Manufatura Avançada no conceito dos americanos e chineses, está sendo visto de tal importância que é comparado à chegada do motor a vapor, pelo reconhecimento do seu significado no setor produtivo.

O conceito traz novidades e também faz uso de forma integrada de várias tecnologias já existentes, como a Internet das Coisas - IoT, Internet Industrial das Coisas - IIoT, comunicação entre equipamentos - M2M, RFid, computação em nuvem - cloud computing, e mineração de dados - data mining, viabilizando as fábricas inteligentes.

A terminologia foi usada primeiramente na Alemanha em 2011, e em 2013 foi apresentado ao governo alemão um relatório com um conjunto de recomendações para a sua implementação, baseadas em 6 princípios:

  1. Interoperabilidade: habilidade de pessoas e sistemas se conectarem através da Computação em Nuvem e da Internet das Coisas.
  2. Virtualização: sensores interconectados que monitoram processos físicos e permitem modelos de simulação.
  3. Descentralização: tomada de decisão pelos sistemas sem intervenção humana, com base em regras e parâmetros.
  4. Capacidade em Tempo Real: coletar e analisar dados, entregando conhecimento imediatamente.
  5. Orientação a Serviço: serviços através da Computação em Nuvem.
  6. Modularidade: adaptação das fábricas inteligentes através da reposição ou expansão de módulos individuais.

E quais são os benefícios esperados da aplicação deste conceito?

  • Redução de Custos
  • Economia de Energia
  • Aumento da Segurança
  • Conservação Ambiental
  • Redução de Erros
  • Fim do Desperdício
  • Transparência nos Negócios
  • Aumento da Qualidade de Vida
  • Personalização e Escala sem Precedentes

Atualmente a visão de muitos é de que as vantagens competitivas estão sendo geradas pela mão de obra barata, mas esta nova tendência leva os diferenciais competitivos para o cenário onde se usam tecnologias de informação e automação.

Vendo o impacto da Indústria 4.0 nas empresas, é certo que é um caminho sem volta. Pode parecer uma imposição de como as coisas devem acontecer, mas é tão somente uma evolução natural. Portanto, é uma transformação que precisa ser estudada, entendida, debatida, utilizada e aperfeiçoada.

Ícone do Whatsapp